segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

TANTOS OUTROS

FOTO ARQUIVO 2012




TANTOS OUTROS





Mimi e amigos Carl e Duda Barro Preto... Priminha!



Fab, Pin e Dé!



Mar, Elias, berto e Cau.



noel e Lu...



E tantos outros!







- Sim, trinta e um anos, sim, trinta e um anos já passaram por mim desde que vim para BH, ainda menino, sem muitos sorrisos mais os que eu pude ter, talvez valessem a pena.



Já fiz muito coisa errada, e outras tantas certas, agora chegou a hora de parar e refletir, talvez não lutar mais, apenas sentar e aprender.



A cada frase que me machucou nesses últimos dias, a cada sorriso que buscou me iludir, não sei talvez tudo isso tenha me feito parar de uma vez e pensar, se tudo isso vale a pena, se realmente o que vale é lutar... Será que queremos realmente algo com tanta intensidade que nada mais importa, e será que vale a pena apostar tão alto em algo tão incerto? ...



Como um dia eu escrevi se um dia eu pudesse voar talvez tudo fosse tão mais simples, mas o que eu quero dizer com voar, talvez muitos tenham apenas lido sem pensar, e nunca entendido o que eu quis dizer com voar...



Voar não é só bater asas, é poder muito mais do que isso ser livre e poder se realizar de alguma forma, da sua forma isso é meu voar.



Por que temer algo que sabemos que um dia irá acontecer, não importa irá acontecer, talvez não haja como prever nem evitar mais são mais do que certo irá acontecer. Em trinta e um anos tudo parece passar rapidamente, e às vezes em um minuto tudo passa devagar, talvez nos trinta e um anos que passaram por mim eu não soube aproveitar, chorei mais do que eu deveria, me isolei mais do que eu não gostaria, fiquei triste e só, e tudo por mim fez-se passar devagar.



Como eu queria poder mudar tudo isso de uma vez, ser feliz sempre sorrir e aproveitar sem receio do outro dia, mas as coisas são assim mesmo devagar e um pouco tristes, pelo menos pra mim.



Nesses últimos meses pra ser mais preciso, nos últimos 07 meses que passaram, muita coisa mudou na minha vida, meu jeito de pensar de agir até mesmo de falar, fiz uma imensa besteira em me abrir pros outros, coisa que eu temia e temo mais que minha vida, nunca fui de falar de mim pra ninguém sempre com um escudo, eu nunca ousei me descrever ou falar de mim pra ninguém. Não sei o que deu em mim, eu falei demais nesses últimos 07 meses, e agora é hora de calar de uma vez e nunca mais falar, não importa minha vida. São apenas trinta e um anos "vividos" de um modo apenas diferente, agora devo tentar voltar as minhas origens voltar a minha casca, pois de lá eu nunca deveria ter saído para cá. Como diz a musica... Eu não sei pra onde eu vou, mas eu sei que aprendi muito com tudo isso com minha vida de pingo, agora talvez seja a hora de usar tudo que aprendi em algum lugar " algum lugar que só nós conhecemos" ,talvez dentro de nós , talvez fora de nós, em fim chegou a hora de mesmo sem nenhuma asa tentar voar, voar de alguma forma ir embora e quando for possível voltar...



Quero que respeitem minha decisão, sei que são amigos, pessoas que gostam e admiram-me, mas não posso que vivam a mercê de meu buraco negro... Quero levantar a cabeça e seguir a luta, pois sei que sairei desta e para melhor. Só não sei quando, mas um dia volto a sorrir de verdade com vocês.



Quando der apareço no Casão na terça e quarta apenas, pois não posso mais viver as ingratas surpresas que me vivenciei...



Adoro vocês, vou recorda-los, vou escrever para vocês, não enviarei nada de hoje em diante, mas um dia quem sabe a fênix renascerá... Tenho fé, terei força e lembrarei-me de vocês.



Obrigado por tudo, um beijo grande com carinho e tudo de bom a todos.



Terei juízo daqui para frente...



Com carinho



Dean



27 de fevereiro 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DAS MENSAGENS ANTERIORES...